NA RUA
paulo fehlauer, na terceira pessoa do plural.


    Liberdade na primeira pessoa do singular

    January 23rd, 2009  |  Publicado em Comentário  |  2 Comentários

    Fui à Campus Party apenas na terça-feira. Há tempos não tenho paciência para mega-encontros como esse. Por isso, felizmente, perdi o showzinho que deram alguns participantes na quinta-feira, quando se apresentava no palco principal o rapper De Leve.

    Durante a apresentação, uma horda de campuseiros levantou e exigiu, aos berros e com sucesso, a saída do rapper do palco. Veja no vídeo abaixo:

    É uma pena que essas pessoas não entendam o significado da palavra “liberdade”. Ou pior, quando entendem, julgam-se no direito de defendê-la somente quando lhes interessa. De que difere a liberdade na rede, pela qual lutamos e que esses mesmos “manifestantes” defendem (afinal, o cara usava um chapéu do Firefox), da liberdade que o músico tem de se expressar no palco?

    Coelhinhas da Playboy semi-nuas, no extremo do machismo, pode; música sobre cu, não. Engraçado que não soube de nenhuma movimentação semelhante contra os preços abusivos cobrados lá dentro ou contra os cortes na programação, a confusão na entrada, as falhas na conexão, entre outros problemas.

    Lembro de um dia ter lido algo relacionando espetáculo a alienação…

    Mais:
    Post-resposta do De Leve;
    Revolução dos nerds ou nerdismo? – Rodrigo Savazoni.

    Compartilhe:

    • Print this article!
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • E-mail this story to a friend!
    • FriendFeed